Meu Cadastro      Certificado Eventos      Clube de Vantagens

Newsletter



Cadastrar Remover

Blog

Contribuição dos refugiados ao mercado de trabalho

Refugiados são pessoas que fugiram de seus países com um fundado temor de perseguição, dito de outra forma, são pessoas que têm a sua vida ameaçada e que por isso, precisam deixar involuntariamente o seu país. É diferente do migrante econômico, que saí voluntariamente do país para tentar uma condição de vida melhor em outro país. Os refugiados merecem nossa atenção e solidariedade, pois, são um grupo extremamente vulnerável e uma categoria máxima de direitos humanos, onde a sua vida está sendo ameaçada e sua proteção é prevista por lei internacional.

A Síria é um exemplo atual de um país que produz um grande número de refugiados. O motivo da saída dos sírios para outros países são a guerra, a intolerância religiosa e o terrorismo que ameaça cotidianamente a vida das pessoas. No Brasil, há aproximadamente 4 mil sírios com o status de refugiado reconhecido pelo governo brasileiro e pelo ACNUR- Alto Comissariado da ONU para refugiados, todos eles têm direito ao CPF e Carteira de trabalho. No Espírito Santo certa de 300 sírios passaram por aqui. Os que aqui residem, em sua maioria, trabalham no setor de comércio e serviços. Também é comum conseguirem emprego formal no ramo de alimentação, trabalhando em restaurantes típicos e afins. Outra parcela é empreendedora o que gera oportunidade de trabalho para a população local.

Num aspecto mais amplo, são muitas dificuldades enfrentadas pelos refugiados: a primeira sem dúvida é o idioma, a seguir é a qualificação. A maioria dos refugiados tem alta qualificação: são engenheiros, médicos, veterinários, professores etc. E aqui no Brasil precisam se inserir no mercado de trabalho rapidamente para sobreviver, não podendo esperar por complexos, burocráticos e demorados procedimentos de reconhecimento de diplomas.
Ao empregador, nos cabe informar que o refugiado tem muito a contribuir com o mercado de trabalho do qual está inserido: ele traz novos conhecimentos, modos de pensar e inovar (Capital humano) e bagagem cultural: idioma, conhecimento sobre variadas culturas (Capital social e cultural). Ademais, em determinados mercados específicos, como de produtos halal[1] em que devem ser respeitadas as leis islâmicas para o consumo, esses refugiados encontram grande empregabilidade nas empresas brasileiras que desejam se inserir em um novo mercado.

Por fim, cabe dizer que um refugiado é um ser humano que precisa de ajuda e que ao receber essa condição pelo governo brasileiro, ele está sujeito aos direitos e deveres como qualquer cidadão nacional. Neste sentido, ele é mais um a contribuir para o desenvolvimento do país e ao contrário do que o senso comum possa supor, eles não concorrem em igualdade com os nacionais e tampouco ocupam essas mesmas vagas. Naturalmente, é na habilidade idiomática, empreendedora e gastronômica do seu país que os refugiados se inserem no mercado de trabalho brasileiro. Basta compreender que para todos nós, o trabalho é um elemento fundamental. Para os refugiados ele representa a integração na sociedade e a chance de recomeçar uma nova vida.
Profa. Dra. Viviane Mozine
Coordenadora do NUARES – Núcleo de apoio aos refugiados do Espírito Santo (UVV)
Coordenadora da Cátedra Sérgio Vieira de Mello (ACNUR-UVV)
vmozine@uvv.br
Facebook:https://www.facebook.com/ProjetoNuares/
Instagram: https://www.instagram.com/nuares.uvv/
Site: http://bit.ly/projetonuares
Youtube: www.youtube.com/channel/UChiyFz13q5QizhFjdtCBrUQ
 
[1] Poucas pessoas no Brasil sabem, mas os muçulmanos, assim como muitos cristãos e judeus, também seguem regras em relação à alimentação. Esse desconhecimento ocorre pelo pequeno número dos seguidores dessa religião no Brasil, diferentemente dos países árabes, onde são a maioria. O alimento permitido no Islã, de acordo com as regras de Deus escritas no Alcorão, é denominado Halal, que em árabe significa lícito, autorizado. Fonte: http://www.icarabe.org/geral/voce-sabe-o-que-e-alimento-halal
Publicado: 20/06/2018
Voltar

Newsletter:

Cadastrar Remover
Participe do LinkedIn:

Rua das Palmeiras, número 685 - Edifício Contemporâneo
Empresarial, sala 1.504 - Santa Lúcia - 29.056-210
Vitória, ES - Brasil
Mapa de Localização

(27) 98836-0250 / 3324-8326 / 3225-0886

eventos@abrhes.org.br