Meu Cadastro      Certificado Eventos      Clube de Vantagens

Newsletter



Cadastrar Remover

Clippping

Brasil na presidência da federação mundial de RH

GLOBAL

Leyla Nascimento (foto), presidente do Conselho Deliberativo da ABRH-Brasil, foi eleita presidente da World Federation of People Management Associations (WFPMA), cargo que assumirá em junho próximo. Pela segunda vez, o Brasil ocupa a presidência da principal entidade do segmento: o primeiro foi Sergio Luiz Hillesheim, em 1992.
Para Elaine Saad, presidente da ABRH-Brasil, que por seis anos atuou ao lado de Leyla como vice-presidente da associação, a escolha não poderia ser melhor. “Temos a convicção de que, sob sua liderança, a WFPMA inaugura uma nova fase de avanços em nossa área e destacará mais uma vez a vanguarda do nosso país nas questões relativas ao capital humano nas organizações.”



Atualmente, a World Federation reúne 650 mil profissionais de RH de 93 países dos cinco continentes. Leyla é a primeira mulher no cargo desde a fundação da entidade, em 1976. Ela presidiu a ABRH-RJ por dois mandatos consecutivos (2004 a 2009), onde ingressou como diretora de Educação em 2000; depois foi a primeira mulher a presidir a ABRH-Brasil de 2010 a 2015; e, também, presidiu a FIDAGH – Federación Interamericana de Asociaciones de Gestión Humana (2015 a 2017).

“Creio que é uma conquista da liderança feminina que vem crescendo no mundo corporativo global. Pensando um pouco além, é uma conquista da liderança feminina da América Latina, que também traz uma mensagem de reconhecimento ao nosso continente. E não posso deixar de dizer que é uma conquista do Brasil, por meio da ABRH, que vem mostrando o seu potencial e força como associação de reconhecimento mundial. Meu sentimento é de orgulho por uma trajetória que não foi de uma pessoa, mas sim de um conjunto de validação de um trabalho coletivo de grande competência e valores”, avalia Leyla.

Sua prioridade será de construção coletiva com os integrantes do board da Federação, promovendo a troca de conhecimento e de práticas em gestão de pessoas entre as associações nacionais dos países-membros. “Tenho tido contato e participado de vários encontros com essas associações e fico impressionada com a riqueza que temos para compartilhar e continuamos com pouco acesso. Uma grande rede global de compartilhamento em nossa área será de um valor imensurável”, salienta.

Questionada sobre seu maior desafio, Leyla não pensa duas vezes: “Claro que será vencer, em dois anos, as distâncias territoriais, hoje bem mais fácil por causa da tecnologia, e cumprir um plano de trabalho que possibilite deixar um legado de uma federação mundial atenta aos anseios das federações continentais e suas respectivas associações nacionais”.

Ela também ressalta a necessidade de expandir a atuação da WFPMA para países que ainda não fazem parte das federações continentais e atender a um mundo corporativo em mutação e uma sociedade cada vez mais exigente.

“Eu costumo dizer que todos esses desafios globais batem à porta das áreas e profissionais de Recursos Humanos e dos líderes que estão com a responsabilidade de gerir pessoas. E, se somos a Federação Mundial que reúne os profissionais que trabalham diretamente para a melhoria e desenvolvimento de pessoas, organizações e negócios, esse é o maior desafio”, finaliza.

A cerimônia de posse acontecerá nos Estados Unidos, durante o Congresso Mundial de Recursos Humanos, que a World Federation vai realizar em Chicago, simultaneamente à SHRM 2018 – Annual Conference & Exposition (veja mais nesta página). O mandato de Leyla Nascimento se estenderá até junho de 2020.

Foto: J.Egberto/Arquivo ABRH-Brasil
 

EVENTO INTERNACIONAL

2 em 1

A ABRH-Brasil está com as inscrições abertas para a delegação brasileira que irá à SHRM 2018 – Annual Conference & Exposition, considerada o maior evento de gestão de pessoas do mundo.

Realizada pela SHRM – Society for Human Resource Management, nos Estados Unidos, a edição deste ano está programada para o período de 17 a 20 de junho, em Chicago. A SHRM 2018 vai acontecer juntamente com o WFPMA World Congress, evento bienal e itinerante promovido pela World Federation, que, nesta edição, tem como entidade parceira a NAHRMA – North American Human Resource Management Association.

Para os brasileiros, a ABRH preparou três pacotes com condições especiais – Executivo, Plus e Advantage –, além de benefícios exclusivos, como serviço de traslado, visita técnica em multinacionais e jantar de confraternização.

 

Entre os conferencistas, um dos destaques é o psicólogo organizacional Adam Grant (foto), professor de Administração da Wharton, prestigiada escola de negócios da Universidade da Pensilvânia. Grant foi reconhecido pela revista Fortune como um dos 25 maiores pensadores de gestão do mundo com menos de 40 anos.

Foto extraída do site www.adamgrant.net


 

Informações:
Tel. (11) 3124-8850
delegacaobrasileira@abrhbrasil.org.br

Programação completa:
https://annual.shrm.org

CARREIRA

Vicky Bloch esclarece sobre coaching

Em função da discussão gerada nas redes sociais nos últimos dias, e com o objetivo de prestar um serviço de esclarecimento à população em geral, a ABRH-Brasil convidou Vicky Bloch, parceira da associação e uma das mais renomadas especialistas em coaching do mundo corporativo, para comentar, nesta edição do Pessoas de ValoRH, qual é o verdadeiro papel do coach:

“Na última semana, uma polêmica envolvendo o coaching ganhou destaque na mídia e entre as entidades ligadas a coaching e psicologia. Uma abordagem equivocada utilizada em uma novela da Rede Globo confunde conceitos e dá ao coach um papel que não é real, aumentando ainda mais a confusão que envolve o entendimento sobre essa ferramenta.

Como psicóloga de formação, especialista em coaching, coautora de um livro sobre coaching executivo e profissional da área há mais de 30 anos, fui convidada pela ABRH para esclarecer qual é o verdadeiro papel do coach.

Na trama da novela O Outro Lado do Paraíso, de Walcyr Carrasco, uma personagem que dá sinais de trauma psicológico relacionado a sexo é atendida por uma profissional que afirma ter feito ‘um curso de coach’ e que usa a hipnose para tratar da paciente.

Existe uma separação muito evidente entre a função do psicólogo e a do coach. O coaching não remete ao passado e muito menos envolve tratamento via hipnose. Pessoas com sofrimentos ou problemas mentais ou de caráter emocional devem procurar um psicólogo ou um psiquiatra, não um coach.

O coaching está ligado a futuro, não ao passado. É um processo de planejamento individual e autoconhecimento para que a pessoa possa atingir seus objetivos. A partir de uma metodologia, ele contribui para o desenvolvimento de novas competências, habilidades e comportamentos, trabalhando com o âmbito profissional do indivíduo e o seu desenvolvimento de carreira e liderança. Já o psicólogo/terapeuta atua em questões existenciais, em pontos que muitas vezes estão no inconsciente do ser humano e que podem ser trabalhados em favor deste.

Todo coach deve estudar os conceitos básicos de análise comportamental e ter experiência em lidar com esse tema, mas seu foco de atuação é completamente diferente.

A aplicação indiscriminada do termo coaching tem servido para confundir a população com respeito a esses papéis e dificulta o trabalho dos profissionais que atuam seriamente no ramo. Novelas possuem um amplo poder de penetração na população brasileira e, por isso, devem ter cuidado para não prestar um desserviço”.
 

Vicky Bloch possui mais de 40 anos de experiência profissional, tendo ocupado várias posições gerenciais e de diretoria na área de RH nos segmentos financeiro, de serviços e industrial. Fundou a DBM do Brasil, que gerenciou por 18 anos, acumulando a gestão da América Latina por 10. Na Vicky Bloch Associados, empresa de coaching, atua na orientação, no desenho de novos projetos profissionais e no desenvolvimento de competências com CEOs em momentos críticos de sua organização ou carreira. Apoia famílias empreendedoras em processos de transição, sucessão e educação de next generation. Também leciona no IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa) sobre sucessão em empresas familiares.

 

 

 

GESTÃO

Contra o assédio sexual no trabalho


 











 

Além de ser crime, o assédio sexual viola normas das relações de trabalho e direitos fundamentais dos profissionais e, por esse motivo, é combatido e investigado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). E é com o objetivo de conscientizar trabalhadores e empresas a respeito dessa prática que o próprio MPT e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) se uniram para lançar uma série de vídeos.

Com o mote “Guarde as provas, não se cale, denuncie!”, a campanha aborda, por exemplo, a diferença entre paquera e assédio sexual, o que pode acontecer com quem tem esse tipo de atitude e como prevenir, denunciar e provar o assédio.

A série pode ser conferida no canal da Procuradoria Geral do Trabalho no YouTube: mptpgt.
 

Para fazer download desta edição, clique aqui.

Publicado: 15/02/2018
Voltar

Newsletter:

Cadastrar Remover
Participe do LinkedIn:

Rua das Palmeiras, número 685 - Edifício Contemporâneo
Empresarial, sala 1.504 - Santa Lúcia - 29.056-210
Vitória, ES - Brasil
Mapa de Localização

(27) 98836-0250 / 3324-8326 / 3225-0886

eventos@abrhes.org.br